segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Greve na CP - 24/11/2014

Hoje é (mais um) dia de greve na CP. O resultado é o esperado:

O pré-aviso do SFRCI:
GREVE DIA 24 DE NOVEMBRO
TERMOS DO PRÉ-AVISO

1º Todos os trabalhadores da C.P., integrantes da Carreira da Revisão e Comercial (O.R.V’s., O.V.C’s., Assistentes Comerciais, Chefes de Equipa Comercial, Inspectores de Serviço Comercial, Inspectores Chefe do Serviço Comercial), farão greve à prestação de todo e qualquer trabalho durante todo o seu período de trabalho entre as 00 horas e as 24 horas do dia 24 de Novembro de 2014.

2º Ficam igualmente abrangidos por este pré-aviso, todos os trabalhadores cujos períodos de trabalho:

a) Se iniciem no dia 23 de Novembro de 2014 e terminem depois das 00 horas do dia 24 de Novembro de 2014 efectuando neste caso greve em todo o seu período de trabalho.
b) Se iniciem no dia 23 de Novembro de 2014 e terminem fora da sede, efectuando neste caso greve em todo o seu período de trabalho.
c) Se iniciem fora da sede após as 24 horas do dia 24 de Novembro de 2014, efectuando neste caso greve a todo o seu período de trabalho.
d) Se iniciem no dia 24 de Novembro de 2014 e terminem depois das 00 horas do dia 25 de Novembro de 2014, efectuando neste caso greve a todo o seu período de trabalho.
e) Os trabalhadores com as categorias de: Operador de Venda e Controlo, Chefe de Equipa Comercial, Inspector de Serviço Comercial, Inspector Chefe do Serviço Comercial, quando solicitados por parte da empresa para acompanhamentos de comboios a fim de substituir trabalhadores em greve, nos dias 23 e 25 de Novembro de 2014, efectuarão neste caso greve a todo o seu período de trabalho.

3º Entre as 00 horas e as 24 horas do dia 24 de Novembro de 2014, os trabalhadores abster-se-ão da prestação de trabalho suplementar, em dia de descanso semanal (obrigatório/complementar) e com falta de repouso.
Nas situações de supra/ou de serviço a indicar, os trabalhadores efectuarão greve por um período de 8 horas após o período de repouso mínimo, caso não lhes tenha sido indicado serviço a efectuar entre as 00 horas e as 24 horas do dia 24 de Novembro de 2014.
Em caso de indicação atempada de serviço, os trabalhadores efectuarão greve nos termos do presente pré-aviso de greve.


4º Recusa de qualquer alteração à escala/ordem de serviço efectuada ou comunicada para os dias 23, 24 e 25 Novembro 2014 após o envio do presente pré-aviso.



Comunicado da FECTRANS (23/11/2014):

Amanhã, os trabalhadores da carreira da Revisão e Comercial - ORV’s e OVC’s – Assistentes Comerciais, Chefes de Equipa Comercial, Inspectores Chefe de Serviço Comercial e todas as Chefias Intermédias de Exploração Ferroviária, estarão em greve duraante todo o dia.

O SNTSF, sindicato ferroviário da FECTRANS/CGTP-IN, apelou à unidade de todos os trabalhadores e, apesar de não se terem criado as condições para um pré-aviso de greve abrangente, devido à acção divisionista de algumas organizações sindicais, entendemos que o momento é de unir e não dividir.

O governo irá votar um Orçamento do Estado lesivo para os trabalhadores, pelo que justifica a luta em torno das seguintes reivindicações:
Contra o Corte e congelamento dos salários previstos no OE de 2015;
Contra o roubo do direito ao transporte;
Pelo cumprimento integral do AE
Contra a redução de trabalhadores e pela reposição do efectivo;
Contra a redução das indemnizações compensatórias e obrigações do estado que põem em causa o cumprimento das obrigações sociais da CP e coloca em causa postos de trabalho;
Pela revogação do Decreto-lei 133/2013;
Pelo pagamento das dívidas aos trabalhadores.





Greve da CP suprime comboios nas linhas de Sintra, Cascais e Porto

As linhas ferroviárias de Sintra e Cascais (distrito de Lisboa) estão sem comboios desde das 21:38 e registam-se perturbações na circulação a partir do Porto, por causa da greve dos revisores e trabalhadores das bilheteiras da CP.
Os efeitos já se fizeram sentir na noite de domingo, segundo disseram à Lusa dois dirigentes do Sindicato Ferroviário da Revisão Comercial Itinerante (SFRCI).
As linhas de Cascais e Sintra não têm circulação de comboios desde as 21:38, enquanto as ligações de longo curso têm contado com "pessoal não qualificado" no lugar dos revisores em greve, pondo em causa as condições de segurança dos passageiros, disseram os sindicalistas.
No Porto, ao longo do dia de hoje foram suprimidos oito comboios na linha do Douro, na ligação Porto-Régua e quatro na ligação Porto-Valença.
"No eixo Aveiro e Braga [com partida do Porto] não há comboios", disse um dos representantes sindicais dos trabalhadores.
Em todo o país, o sindicato estima que 75 por cento das bilheteiras estejam encerradas.
A agência Lusa tentou, sem sucesso, obter um esclarecimento por parte da CP perante estes dados fornecidos pelo sindicato.
Num aviso aos passageiros na página da Internet, a CP informa que, por motivo de greve convocada por diversas organizações sindicais, preveem-se perturbações nos serviços Alfa Pendular, Intercidades, Regional, InterRegional e Urbanos a partir das 00:00.
A empresa antecipa ainda atrasos e supressões pontuais na noite de hoje e na manhã de terça-feira, nos serviços Regional, InterRegional e Urbanos.
A greve foi marcada para demonstrar "o descontentamento face à decisão do Governo em manter as medidas de austeridade".
"Esta é uma greve inédita e é vergonhoso o que a empresa está a fazer ao substituir os revisores por pessoal que não executa há muito estas tarefas", disse Luís Bravo, dirigente do SFRCI.
O Tribunal Arbitral decretou 25 por cento da operação em serviços mínimos.
Diário Digital com Lusa

Sem comentários:

Publicar um comentário