terça-feira, 4 de outubro de 2011

Metro de Lisboa - Unidades ML7

Em 29 de Dezembro de 1959, o Metropolitano de Lisboa (ML) abre as portas ao público. A rede do ML é composta por 11 estações, formando um Y, entre Restauradores e Sete Rios (hoje esta estação chama-se Jardim Zoológico) e entre Restauradores e Entre Campos. O transporte de passageiros era assegurado por 12 composições ML7 operando em modo M+M (Motora+Motora).


Às 24 unidades ML7 somaram-se mais 14 em 1964 e mais 12 em 1972, totalizando 70 unidades motoras (35 comboios em formato M+M). Nesta altura, a rede já tinha sido expandida entre Restauradores e Alvalade (Restauradores a Rossio em 1964, Rossio a Anjos em 1967 e Anjos a Alvalade em 1972).
A crescente procura do ML obrigou a que fossem adquiridas em 1975 mais 10 unidades, ficando o parque de material motor composto por 80 carruagens ML7. Em 1 de Setembro de 1975 é iniciada a exploração com comboios de 4 carruagens, ou seja 20 comboios compostos cada um por 4 motoras ML7.
Até 1 de Janeiro de 1984, as unidades ML7 foram o único material circulante de passageiros na rede do ML. Nesta data, entraram ao serviço as primeiras 12 unidades ML79.
As unidades ML7 foram retiradas de serviço em 31 de Janeiro de 2000. As unidades A1 e A2 estão preservadas e circulam esporadicamente.







Sem comentários:

Publicar um comentário