quinta-feira, 3 de julho de 2014

Novo descarrilamento na Linha da Beira Alta

Pouco mais de um mês após o último descarrilamento, a Linha da Beira Alta está novamente interrompida, desta vez entre Muxagata (Fornos de Algodres) e Celorico da Beira.

"Circulação suspensa na linha da Beira Alta após descarrilamento

A circulação de comboios na linha da Beira Alta, entre Muxagata (Fornos de Algodres) e Celorico da Beira, está suspensa devido ao descarrilamento de um comboio de mercadorias, informou a Refer.

O descarrilamento de um dos 21 vagões da composição de mercadorias Takargo, que transportava bobines de papel e seguia em direção a Espanha, ocorreu cerca das 22h30 de quarta-feira, à entrada da estação de Celorico da Beira, disse à agência Lusa a porta-voz da empresa, Susana Abrantes.

Segundo a responsável, devido ao descarrilamento de "um vagão do meio" da composição, que não provocou vítimas, a circulação ferroviária está interditada entre Muxagata e Celorico da Beira.

A CP está a assegurar o transbordo rodoviário de passageiros dos comboios que ainda circulam na linha da Beira Alta - Internacional e Intercidades - a partir da estação de Fornos de Algodres, indicou.

A REFER ainda não tem conhecimento da extensão nem do tipo do eventual dano causado na via pelo descarrilamento do vagão, explicou a mesma fonte.

"Já temos uma equipa deslocada para o local, no sentido de proceder ao carrilamento e a alguma reparação de que haja necessidade", disse Susana Abrantes à Lusa."


Trabalhos na linha da Beira Alta demorados. CP assegura transbordo

A circulação está interrompida desde quarta-feira à noite devido ao descarrilamento de um comboio de mercadorias.


"A circulação de comboios na linha da Beira Alta, entre Celorico da Beira e Fornos de Algodres, mantém-se cortada esta quinta-feira devido ao descarrilamento de um comboio de mercadorias, informa a Refer. Desde a ocorrência do acidente que a CP tem assegurado o transbordo rodoviário de passageiros da ligação Internacional através de autocarros.
O descarrilamento de um dos 21 vagões da composição de mercadorias Takargo, que transportava bobines de papel e seguia em direcção a Espanha, ocorreu cerca das 22h30 de quarta-feira, à entrada da estação de Celorico da Beira, explica a porta-voz da empresa, Susana Abrantes.
Os trabalhos para a remoção do vagão descarrilado realizaram-se durante toda a noite, adianta a porta-voz, adiantando que foi igualmente realizada uma vistoria à linha onde o incidente ocorreu.
Em declarações à Renascença, Susana Abrantes refere que não há previsão de reabertura da linha, uma vez que os trabalhos são demorados e que só depois de retirado o vagão acidentado será possível saber em que condições está a linha no local do acidente.
"Se não houver dano, como as observações feitas até ao momento demonstram, a circulação na linha será restabelecida rapidamente", avançou a responsável, escusando-se, no entanto, a apontar uma hora para o efeito.
Os vagões que se encontravam à frente do descarrilado foram retirados com a máquina locomotiva, enquanto os da retaguarda da carruagem acidentada vão ser igualmente removidos, explicou Susana Abrantes."
fonte: RR

(actualização às 22:00 de 03-Jul-2014)

"A circulação de comboios na linha da Beira Alta, entre Celorico da Beira e Fornos de Algodres, onde na quarta-feira ocorreu um descarrilamento, foi restabelecida às 21:15, informou hoje a Refer.

A meio da manhã, a Refer previu o restabelecimento da circulação na linha pelas 17:00, o que não se verificou.

A porta-voz da empresa, Susana Abrantes, adiantou que "por questões de segurança e para uma melhor avaliação" a reabertura da circulação naquela via teve de ser adiada.

O descarrilamento de um dos 21 vagões da composição de mercadorias Takargo, que transportava bobines de papel e seguia em direção a Espanha, ocorreu cerca das 22:30 de quarta-feira, à entrada da estação de Celorico da Beira.

Os trabalhos para a remoção do vagão descarrilado realizaram-se durante toda a noite de quarta-feira para hoje, de acordo com a porta-voz da Refer, que adiantou que foi também realizada uma vistoria à linha onde o incidente ocorreu
."

fonte: RTP



Sem comentários:

Publicar um comentário