sábado, 6 de abril de 2013

Geocaching

O Geocaching e a divilgação do patromónio ferroviário

 

Gosto pelo ar livre + Gosto pela aventura + GPS (ou nem por isso…) = Geocaching (Caça ao tesouro high-tech)

Basicamente o geocaching é uma versão hi-tech da velhinha caça ao tesouro.
Um geocacher (aquele que pratica o geocaching) usa a localização por GPSr para encontrar "tesouros" escondidos por outros geocachers, que podem estar em qualquer local do mundo.
A descrição de cada cache e as suas coordenadas geográficas estão publicadas numa página da internet, acessíveis a toda a gente, em www.geocaching.com
 
Apesar de as caches conterem pequenos objectos ou brinquedos para recompensar quem a encontrou (que deverá colocar algo em troca), muitas vezes o maior prémio é a busca em si e o facto de, desta forma, ter conhecido um local onde nunca se tinha antes estado.

Neste âmbito, o projecto Geogare reune todas (ou quase) as caches que se encontram em locais ferroviários, como por exemplo estações, passagens de nível ou pontes e viadutos.

Também se incluêm as caches localizadas em antigas linhas ferroviárias, como o Ramal de Moura ou a LInha do Tua. Desta forma, junta-se a uma actividade ao ar livre - o geocaching, a divulgação do património ferroviário.

Eis alguns exemplos de caches localizadas em estações ou antigas linhas ferroviárias:

Nota 1: este blog não representa qualquer organização, empresa ou tendência ferroviária. É apenas e só um espaço de opinião.
Nota 2: as fotos que ilustram este artigo estão identificadas com o nome do autor e quando aplicável, com a referência onde foram encontradas.

Sem comentários:

Publicar um comentário